Maison

A minha melhor newsletter

A minha melhor newsletter

A minha melhor newsletter, ou pelo menos a que mais me orgulho, e que até hoje teve mais respostas. É mesmo esta!
A pressão e boa energia que a mudança de ano acarreta, levou-me a compilar os meus melhores momentos numa newsletter.

Simplificando e dando algumas dicas de como construir uma newsletter:
  • Manter um discurso directo, honesto e sucinto. Não vale a pena escrever frases demasiado genéricas ou headlines que dão para qualquer marca ou tema, nem escrever demasiado, pois as newsletters não têm de estar cheias de texto.
  • Manter o foco. O que realmente têm para dizer numa newsletter? É realmente importante e que mereça estar na nossa newsletter? É importante antes mesmo de começar a desenhar a newsletter definir os tópicos de comunicação, que pode ser só um, ou 2 ou 3. Não exagerar nas novidades ou conteúdos. E quando temos vários tópicos tentar fazer uma narrativa logo a partir do Assunto da Newsletter, que guie o leitor até ao fim.
  • Treinar a escrita. Escrever, ler e voltar a escrever. Pensar num discurso muito directo que facilmente se leia rápido e que passa a mensagem.
  • Dar um toque pessoal, uma opinião, um nome a quem envia a newsletter, uma cara. Uma newsletter, é uma carta que escrevemos, mas desta vez enviada para o email, por isso vamos atribuir-lhe uma ligação emocional, um cuidado na escrita, no diálogo – humanizar e personalizar o nosso discurso.

Acima de tudo fazer uma newsletter, tem de ser por gosto. Eu gosto mesmo de fazer as minhas newsletters, de pensar nelas, de tirar as fotografias, desenhar as ideias primeiro em papel, organizar a ordem dos conteúdos. Talvez, por isso, até não faça assim tantas, porque quando faço é realmente algo grande. E a próxima vos garanto vai ser mega, cheia de bombásticas novidades. Se ainda não a subscreveram, vão a tempo, basta vir aqui.

Comentários

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.