Maison

Mudou tudo

Lance Collective

Mudou tudo

Um dia a casa tinha de vir abaixo. Para mudar é preciso trabalhar, e bem. Sempre gostei da palavra mudança, nunca fui de ter medo de mudar, pelo contrário, penso sempre que ao mudar é para melhor. E, um dos objectivos deste ano, era mesmo mudar a cara da Lance Collective. Mas mudar tudo.

Mudar porquê?

A Lance tem uns bons 6 anos, cresceu a partir de um blog, na altura a Bond Girl, e depois foi crescendo, crescendo… Em todos os negócios, temos de repensar e preparar o caminho para onde queremos ir, e estou de certa que é por aqui. Por isso, 2018 foi o ano de fazer um rebrand da Lance Collective. Uma nova identidade, que vai refletir o crescimento e a história que trago comigo. Um novo posicionamento, uma nova estratégia de comunicação da própria marca.

A verdade é que o novo logotipo está feito deste Abril. Depois foi a escolha das cores, papeis, que volta dar ao site e o que fazer com as redes sociais. Tudo isto foi muito trabalho, confesso! Nunca estive tanto tempo a olhar para o meu negócio, a repensar na estratégia, a pensar no que queria fazer.

Menos social, mais real.

De certo que notaram que o ritmo nas redes sociais da Lance Collective abrandou. E ao contrário do que pensam, foi de propósito. Olhando em redor, existe muito buzz, muita partilha, tudo muito social e pouca veracidade. Chego a duvidar de muitas coisas que leio, ou que partilham. Acho que estamos demasiado sociais, e ao mesmo tempo mais desligados. Por isso, penso que ao ser “menos social nas redes”, sem pressão de conteúdos, partilhas, comentários, parcerias, sem pressa de crescer em números ou seguidores, acabo por ser mais real. Menos social, mais real.

O site

O site tem novas páginas, novos nomes de serviços, uma mega novidade – os encontros de marcas vão voltar e já têm datas. Os workshops até final do ano não têm datas, vão existir, mas têm sido marcados individualmente.

Posso dizer que a única coisa que não mudou, fui eu, que continuo-o a ser a mesma que aqui escreve. Este tem sido o ano que mais desafios tive, bons e maus. Aprendi que não somos todos uns pelos outros, e que nem estamos todos no mesmo barco. Mesmo assim, mudei algumas convicções tinha, aprendi a fazer novas coisas, e desafiei-me a fazer ainda mais. Por isso, posso dizer que a minha maneira de ver o meu próprio negócio mudou também.

Não teria chegado aqui sem o apoio de muita gente.

À Eva, um grande obrigada por me dar alento em todas as ideias loucas e meio loucas que tenho.

À Daniela e Rita por serem da família. Estão sempre cá.

À Inês por ter sido a melhor “companheira de guerra” que 2018 me trouxe.

À Cristina por ser a minha mentora e amiga, nos negócios e na vida.

Ao Henrique, por realmente puxar por mim, e por ser o primeiro a embarcar em todas as ideias.

À Madalena, Luisa Lencastre, Eunice, SusanaSoledade e Miguel por terem participado no novo filme.

Tenho de agradecer o bom tempo na ilha também, que me levou tantas vezes à Madeira este ano em tão pouco tempo, e sempre em bons voos.

E deixo-vos com o novo vídeo, o nosso vídeo da Lance Collective.

Comentários

  • 18/10/2018
    reply

    Henrique Paranhos

    Parabéns por seres tão boa profissional! É sempre bom fazer mudanças e inovar na abordagem. Está tudo muito bonito e espero que tenhas ainda mais sucesso no futuro.

    • 18/10/2018
      reply

      Filipa Simões de Freitas

      Nós os dois a trabalhar assim, só pode dar sucesso! Obrigada 😉

  • 18/10/2018
    reply

    Teresa

    Gosto de tudo. Gosto do que escreveste… Gosto de ti.
    Muito sucesso querida Filipa.

  • 21/10/2018
    reply

    Alexandra Neves Silva

    Parabéns Filipa, é muito inspirador acompanhar o teu percurso. Abraço

  • 22/10/2018
    reply

    Luísa Leal

    Querida Filipa gosto tanto ! A acompanhar o teu percurso há quase cinco anos ! Obrigada pela tua inspiração
    Beijinho

Comentários

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.